A diferença entre os ovos de granja, caipira e orgânicos.

Dia a dia, Ingredientes, Tudo Mais
29/04/15

Sempre ficava perdida entre os vários tipos de ovos no supermercado, até que resolvi pesquisar a diferença entre eles e acabar de vez com a dúvida. Fiquei surpresa ao saber que as cores dos ovos só indicam a raça da galinha que botou e não tem diferença nutricional nenhuma entre os vermelhos (mais pra marrons, né?) e os brancos.Na foto: à esquerda, ovos brancos, com a gema mais clara, e à direita, vermelhos, com a gema mais alaranjada.

santomenu-ovofrito4

Os três tipos
Diferente das cores, os três tipos de ovos – granja, caipira e orgânicos, que possuem o mesmo valor nutricional, dizem sobre a forma de criação das galinhas.

Ovos de granja
Esse é o tipo de ovo produzido em escala industrial. Nunca visitei uma granja, mas as informações que encontrei são de que as galinhas ficam confinadas em gaiolas onde mal conseguem se mexer e são alimentadas sem parar.

Essas galinhas só comem ração, muitas vezes turbinada com aditivos pra aumentar a produção de ovos, e recebem remédios para estimular o seu crescimento quando ainda são pequenas. Fiquei horrorizada ao ler que os bicos das bichinhas são cortados (debicagem) para evitar que escolham a ração e não desperdicem comida, além de evitar, também, que as pobrezinhas biquem umas às outras num processo de estresse constante. Cenário terrível, não?

Algumas granjas colocam nutrientes extras nas rações das galinhas para vender os ovos como “enriquecidos”, “vitaminados” ou “light”, o que é não é certificado pelos nutricionistas.

Segundo o blog Nosso Mundo Orgânico, as galinhas de granja são alimentadas de ração à base de milho e soja, que são produzidos no Brasil de forma transgênica. E além disso, as farinhas de origem animal misturadas à ração consistem em restos não comestíveis de animais (carcaça, vísceras, etc), que são proteínas de baixo custo e uma forma de escoar os resíduos dos abatedouros.

Ovos caipira
Os ovos caipira são produzidos por galinhas criadas em liberdade, sem gaiolas, que podem ciscar e pastar à vontade. Sua alimentação seria à base de vegetais, sem remédios, sem antibióticos e só é permitida pigmentação natural na ração (usada para deixar a coloração da gema mais bonita – nas granjas é possível usar pigmentação artificial). Aqui a debicagem, para que a galinha não selecione o tipo de comida, não é proibida. Geralmente esse tipo de produção não tem certificação de nenhum órgão.
Ainda no blog Nosso Mundo Orgânico, é mencionada uma pesquisa, da Faculdade de Farmácia da USP, de 1991, que teria demonstrado que as galinhas criadas soltas produzem ovos com quatro vezes mais vitamina “A”, e que os ovos botados pelas que não recebem rações comerciais não contêm resíduos de antibióticos ou outros produtos químicos. Ou seja, seriam mais saudáveis que os ovos de granja.

Ovos Orgânicos
As galinhas que produzem os ovos orgânicos recebem alimentação totalmente orgânica, ou seja, natural, sem agrotóxicos ou fertilizantes químicos. Também é proibido usar remédios para crescimento ou antibióticos. Dessa forma, o ovo orgânico não possui nenhum resíduo químico. Parece o mais saudável, né?

Existe, ainda, uma preocupação com o bem-estar das galinhas, não sendo permitida a debicagem e nada de confinamento.

Para poder vender os ovos como orgânicos, o produtor precisa da certificação do órgão competente, seguindo os parâmetros adotados pelo Ministério da Agricultura.

Dicas:

-Na hora de escolher os ovos, verifique se nenhum deles está quebrado ou com a casca rachada.

-Guardar dentro ou fora da geladeira? Existe uma polêmica enorme sobre isso. Esse artigo relata pesquisas que teriam concluido que tanto faz. Alguns chefs de cozinha afirmam que o ovo refrigerado perde um pouco do sabor, fica com a consistência diferente e pode prejudicar uma receita.

-De qualquer forma, a recomendação é de que sejam lavados somente na hora da utilização.

-Para descobrir se o ovo é fresco, coloque-o dentro de um copo com água. Se boiar, é porque está velho. Se afundar, é fresco.

-Aqui no Brasil os ovos não costumam vir com o carimbo da data de validade e como geralmente jogamos a embalagem fora, um truque legal para não comermos ovo vencido, que aprendi no curso da Uma Chef em Casa, é marcar o vencimento na casca com canetinha. santomenu-ovofrito3
Fontes de pesquisa (clique em cima para acessar os artigos correspondentes):
Artigo sobre viabilidade da produção dos ovos caipira e orgânicos, da USP -> vale a leitura!
– Site Socorro na Cozinha -> vale conferir esse site, cheio de receitas e dicas bacanas
Site Dri Saudável -> vale o clique
Site do Nosso Mundo Orgânico

Enfim, essas são as informações que achei mais relevantes. Se quiser contribuir com mais alguma coisa ou complementar o post, deixe uma mensagem nos comentários ou mande por e-mail para joana@santomenu.com.br, vou adorar.

POSTS RELACIONADOS


  1. luiz rudge Em 23/08/2015

    Fui granjeiro muitos anos, você está certa. Não há diferença entre os ovos de poedeiras brancas ou vermelhas.
    Galinhas de granja não têm raça, têm marca (Dekalb, etc).
    Conforme a marca, existem padrões de produtividade que os granjeiros buscam alcançar, seja em quantidade de ovos, seja em tamanho.
    As aves são debicadas sim, podem ser criadas em gaiolas (+ stress) ou galpões onde ficam soltas, têm um regime alimentar de cerca de 120 gramas de ração diário, água à vontade, e sua ração básica contém milho, farelo de soja, farelo de carne e um produto pronto chamado Premix (que contém, quase sempre, antibióticos).
    Para “colorir” ovos de granja, muitos granjeiros usam palha de feijão seca, porque é rico em caroteno.
    Recomenda-se retirar da geladeira os ovos de consumo do dia com antecedência. Não é bom fritá-los gelados.
    Ovo gostoso se frita em banha ou manteiga.
    É isso. abrs.

    Responder
    • santomenu Em 24/08/2015

      Luiz, adorei, muito obrigada por compartilhar essas informações! VOu guardá-las para de repente fazer um novo post mais pra frente.

      Responder
  2. Pingback: Santo Menu » 7 coisas que aprendi pesquisando para o Santo Menu e adorei