Arquivo da tag 'dicas'

Dicas para preparar frango grelhado

Dia a dia, Tudo Mais
23/09/15

Não sou super expert em frango grelhado mas como já recebi várias mensagens de leitores perguntando como para fazer o filé (que na verdade é bife) ficar saboroso, aqui vão algumas dicas que podem ajudar (e quem quiser compartilhar mais dicas aí embaixo, nos comentários, vou adorar!!).
Depois de publicado o post acrescentei alguns detalhes que aprendi com a Rita Lobo no livro Cozinha Prática e achei importantes.

1. Começo o preparo tirando as gordurinhas e nervos do peito de frango (diferente do que eu pensava, segundo a Rita Lobo, esses que a gente compra na bandejinha, geralmente sem pele e sem osso, são peitos de frango divididos em filés. O peito inteiro seriam dois desses filés juntos.).

santomenu-frangogrelhado12
2. O peito filé de frango, em geral, é meio alto. Divido-o em 2 ou 3 filés bifes (eu chamava de filés, mas a Rita Lobo me ensinou que são bifes. A parte de trás do peito, meio solta, é o sassami).
Dessa forma, grelha mais rápido, não corre o risco de ficar cru por dentro e nem torrado demais por fora.

santomenu-frangogrelhado5
3. Marinar o frango por pelo menos uns 10 minutos dá um sabor especial. Você pode preparar uma marinada, por exemplo, com alho, o suco de uma fruta cítrica (limão, laranja, laranja-lima) e alguma erva (alecrim, salsinha).
* Edição posterior: realmente, o frango é uma carne magra e por isso resseca com muita facilidade. A Rita Lobo ensina que podemos hidratar o frango deixando-o em uma espécie de soro com uma colher (sopa) de sal, 1 colher (chá) de açúcar e água. É só esfregar esses temperos no frango, cobrir com água e deixar descansar por 20 minutos na geladeira, ou no máximo meia hora. Depois, retirar da água, lavar bem em água corrente e secar bem com papel toalha ou pano de prato limpo.
Eu acredito (sem nenhum embasamento técnico) que a marinada, como eu disse acima, ajuda a hidratar sem precisar passar pela salmoura.

4. Não são nada fundamentais, mas gosto de usar pinça e pincel. A pinça facilita na hora de pegar (e levantar a bordinha pra ver se a parte de baixo já dourou), e o pincel é ótimo pra espalhar o azeite (ou óleo) na frigideira de um jeito uniforme.
No livro da Carolina Ferraz tem a dica de usar borrifadores (que pretendo comprar assim que achar pra vender).

santomenu-frangogrelhado7

santomenu-frangogrelhado8
5. Depois de passar o azeite (ou óleo) na frigideira, leve-a ao fogo alto baixo (também dica da Rita Lobo é grelhar o frango em fogo baixo, e não alto, como eu fazia, para não queimar por fora pois, diferente das outras carnes, ele não precisa ficar mal passado por dentro). Só coloque o frango quando estiver BEM QUENTE.
DICA: Coloque 2 filés no máximo. Se colocar muitos, a panela esfria e eles irão soltar água e aí, ao invés de grelhar, vão cozinhar.
*edição: não tinha esse hábito até ler no livro Cozinha Prática, mas secar o frango com um papel toalha antes de ir para a frigideira para que ele doure, ao invés de cozinhar, é uma boa.

6. Colocou o bife? NÃO MEXA! Resista às tentações de “espremer” ou esfregar o frango na panela. Vá fazer outra coisa e deixe cerca de 2 minutos. Levante a bordinha pra ver se já dourou embaixo e, se sim, vire. Caso contrário, deixe mais um pouquinho.

santomenu-frangogrelhado9
7. Depois de virar, deixe mais uns 2 minutos e seu bife estará pronto.
Não esqueça de compartilhar com a gente aí nos comentários se tiver outras dicas!

 

POSTS RELACIONADOS


Sugestões de receitas fáceis (e que não dão trabalho) para o feriado

Festas, Organização, Recebendo os amigos, Tudo Mais
04/09/15

Para quem quer se aventurar na cozinha nesse 7 de setembro, separei algumas sugestões de receitas em três categorias: “muito fáceis e zero trabalho”, “fáceis e pouco trabalho”, “um pouco mais elaboradas”.

É só clicar no nome do prato ou na foto que você será direcionado para a receita:

  • Categoria 1, muito fáceis, zero trabalho:


Picanha assada:

santomenu-picanhaassada5

Rosbife fácil (praticamente só colocar no forno!):

santomenu-rosbife4Ler Mais

POSTS RELACIONADOS


Dicas da Carolina Ferraz

Livros de culinária, Organização, Recebendo os amigos, Tudo Mais
26/08/15

Quem acompanha o Santo Menu há um tempo já conhece a tag Livro de Culinária (todo mês, receitas e dicas de um livro diferente). E nesse agosto o eleito foi Na Cozinha com Carolina, da atriz, bailarina, modelo e agora apresentadora de programa de culinária no GNT Carolina Ferraz.

Já passaram por aqui a receita de frango com ervas ao limão, salada de queijo feta com azeitonas pretas, salada de rúcula, amêndoas, cenoura e roquefort e hoje é o dia de compartilhar algumas dicas da Carolina que achei interessantes.

Recebendo os amigos para o fim de semana:
Planeje o menu com antecedência.
Procure deixar algumas coisas previamente preparadas e faça as compras na sexta-feira de manhã, assim estará tudo fresquinho.
No livro, a Carolina sugere duas ótimas opções de cardápio, um para a praia e outro para o campo.

Ela conta, ainda, que recebe os amigos com um drink de boas vindas e o seu preferido é de champagne com polpa de morango. Para isso, sempre tem morangos congelados; na hora é só batê-los no liquidificador, colocar 1 colher (das de sopa) cheia na taça e completar com champagne. Adorei essa versão do “Bellini à Carolina”!

Preparar uma boa salada:
No livro tem várias receitas de saladas (que eu amo, né?) e a dica aqui é bater os molhos com um garfo como se fosse para fazer claras em neve, pois faz toda a diferença pra a mistura e alquimia dos ingredientes. Realmente, se você acrescenta sal no azeite e bate, já muda a consistência.

Quem gosta de salada já conhece essa, mas vale compartilhar: o ideal é temperar só na hora de servir. Segundo a Carolina, porque o limão cozinha os alimentos e o sal os desidrata, então se você temperar muito antes, corre o risco de servir uma “salada-sopa”.

Utensílios:
Adorei a dica de ter borrifadores para os óleos. Além de economizar no óleo, evita que o prato fique encharcado. Imagine só se não é bem melhor, ao invés de “regar”, dar umas borrifadas de azeite nesse Rosbife? O azeite fica espalhado de um jeito bem mais uniforme.

Se estiver montando seu enxoval ou renovando suas louças, prefira as grandes e brancas. São mais úteis e fáceis de combinar.

Bandejas são mil e uma utilidades. Funcionam na decoração, ajudam na hora de servir, compõem a mesa de aperitivos e por aí vai. Carolina diz que quando recebe os amigos adora servir coisas diretamente na bandeja de prata. Pra nao riscar, melhor optar por alimentos que as pessoas possam pegar com as próprias mãos.

Panelas: é melhor investir aos poucos em boas panelas do que comprar várias mais ou menos.

Para tirar o cheiro de cebola e alho das mãos:
Esfregue 1 punhado de sal com um pouco de água. Depois, lave normalmente em água corrente e sua mão estará novinha em folha. Nunca testei, será?

Além dessas, tem várias outras dicas no livro. Ela fala um pouco sobre flores comestíveis, arranjos de flores pra enfeitar a casa, indica livros de culinária e  algumas outras coisas para receber bem os amigos. Nada muito além do que coloquei aqui.

Se quiser saber mais sobre o livro, aguarde que logo (nos próximos dias) vou subir o post final dando a minha opinião, OK?

*Imagem que ilustra o post retirada da internet e não foram encontrados os devidos créditos.

POSTS RELACIONADOS