Arquivo da tag 'dicas para donas de casa'

7 coisas que aprendi pesquisando para o Santo Menu e adorei

Dia a dia, Tudo Mais
23/02/16

Em 22 de setembro do ano passado o Santo Menu fez 1 ano e a data acabou passando batida. Depois veio a correria de fim de ano, férias, carnaval, e aqui está o post que queria ter publicado lá no aniversário do blog!

Confira a seleção de 7 coisas que aprendi nesses 1 ano e 5 meses e adorei. Algumas vieram para esclarecer dúvidas que me rondavam há tempos, e outras me fizeram mudar hábitos na cozinha para sempre. Para saber mais sobre cada uma delas, basta clicar no título:

1. DIFERENÇA ENTRE OVOS DE GRANJA, CAIPIRA E ORGÂNICOS.
Sempre tive essa dúvida, até que resolvi pesquisar a fundo a resposta e nasceu esse post. Depois disso, passei a comprar apenas ovos caipiras ou orgânicos (esses últimos quando o preço não está impraticável).

2. DIFERENÇA ENTRE OS QUEIJOS ROQUEFORT E GORGONZOLA
.
Um dos posts mais acessados do Santo Menu – sinal de que muita gente não sabe diferenciar essas duas maravilhas. Se você é uma dessas pessoas, clique aqui e confira!.

3. TUDO SOBRE TÁBUAS DE CORTE.
Junto com o post dos queijos, está entre os mais acessados. Clique e descubra tudo o que você precisa saber sobre as tábuas de corte – de madeira, bambu, vidro, polietileno, como higienizá-las corretamente e mais…

santomenu-tabuasdecorte4

4. APRENDI A PREPARAR LEGUMES ASSADOS PERFEITOS.
Um post que reune 10 dicas de ouro que vão fazer você querer preparar legumes no forno todos os dias.

5. OS TIPOS DE COGUMELOS.
Aprendi as diferenças entre os tipos de cogumelos e como higienizá-los.

santomenu-cogumelos

6. APRENDI O QUE É MISE EN PLACE, e que eu já fazia sem saber! Super importante, pode parecer frescura mas otimiza o tempo de preparo de cada receita.

santomenu-miseenplace6

7. E esclareci, com minha amiga nutricionista Kika, MITOS E VERDADES SOBRE A CARNE DE PORCO. Passei a comer lombo assado e picanha suína sem qualquer preocupação.

Foram tantos os aprendizados que já tenho uma lista de outros 7 para um próximo post!

POSTS RELACIONADOS


Dicas da Carolina Ferraz

Livros de culinária, Organização, Recebendo os amigos, Tudo Mais
26/08/15

Quem acompanha o Santo Menu há um tempo já conhece a tag Livro de Culinária (todo mês, receitas e dicas de um livro diferente). E nesse agosto o eleito foi Na Cozinha com Carolina, da atriz, bailarina, modelo e agora apresentadora de programa de culinária no GNT Carolina Ferraz.

Já passaram por aqui a receita de frango com ervas ao limão, salada de queijo feta com azeitonas pretas, salada de rúcula, amêndoas, cenoura e roquefort e hoje é o dia de compartilhar algumas dicas da Carolina que achei interessantes.

Recebendo os amigos para o fim de semana:
Planeje o menu com antecedência.
Procure deixar algumas coisas previamente preparadas e faça as compras na sexta-feira de manhã, assim estará tudo fresquinho.
No livro, a Carolina sugere duas ótimas opções de cardápio, um para a praia e outro para o campo.

Ela conta, ainda, que recebe os amigos com um drink de boas vindas e o seu preferido é de champagne com polpa de morango. Para isso, sempre tem morangos congelados; na hora é só batê-los no liquidificador, colocar 1 colher (das de sopa) cheia na taça e completar com champagne. Adorei essa versão do “Bellini à Carolina”!

Preparar uma boa salada:
No livro tem várias receitas de saladas (que eu amo, né?) e a dica aqui é bater os molhos com um garfo como se fosse para fazer claras em neve, pois faz toda a diferença pra a mistura e alquimia dos ingredientes. Realmente, se você acrescenta sal no azeite e bate, já muda a consistência.

Quem gosta de salada já conhece essa, mas vale compartilhar: o ideal é temperar só na hora de servir. Segundo a Carolina, porque o limão cozinha os alimentos e o sal os desidrata, então se você temperar muito antes, corre o risco de servir uma “salada-sopa”.

Utensílios:
Adorei a dica de ter borrifadores para os óleos. Além de economizar no óleo, evita que o prato fique encharcado. Imagine só se não é bem melhor, ao invés de “regar”, dar umas borrifadas de azeite nesse Rosbife? O azeite fica espalhado de um jeito bem mais uniforme.

Se estiver montando seu enxoval ou renovando suas louças, prefira as grandes e brancas. São mais úteis e fáceis de combinar.

Bandejas são mil e uma utilidades. Funcionam na decoração, ajudam na hora de servir, compõem a mesa de aperitivos e por aí vai. Carolina diz que quando recebe os amigos adora servir coisas diretamente na bandeja de prata. Pra nao riscar, melhor optar por alimentos que as pessoas possam pegar com as próprias mãos.

Panelas: é melhor investir aos poucos em boas panelas do que comprar várias mais ou menos.

Para tirar o cheiro de cebola e alho das mãos:
Esfregue 1 punhado de sal com um pouco de água. Depois, lave normalmente em água corrente e sua mão estará novinha em folha. Nunca testei, será?

Além dessas, tem várias outras dicas no livro. Ela fala um pouco sobre flores comestíveis, arranjos de flores pra enfeitar a casa, indica livros de culinária e  algumas outras coisas para receber bem os amigos. Nada muito além do que coloquei aqui.

Se quiser saber mais sobre o livro, aguarde que logo (nos próximos dias) vou subir o post final dando a minha opinião, OK?

*Imagem que ilustra o post retirada da internet e não foram encontrados os devidos créditos.

POSTS RELACIONADOS


A diferença entre Roquefort e Gorgonzola.

Ingredientes, Tudo Mais
19/08/15

Muita gente tem mania de chamar qualquer queijo azul de Roquefort ou Gorgonzola, né? O que a maioria das pessoas não sabe é que “Queijo Azul” é uma família dos queijos que têm aquelas veias azul-esverdeadas por dentro (veias essas que aparecem por causa da injeção de cultura de fungos, responsáveis pelo sabor marcante).
E por mais parecidos que sejam, cada um dos integrantes dessa grande família tem características importantes que os diferencia.
Veja aqui um pouco das PRINCIPAIS DIFERENÇAS entre o Roquefort e o Gorgonzola, que são os mais famosos “Blue Cheese”:

Região de produção:
O Roquefort possui uma regra de exclusividade do local de produção. Sabe os espumantes, que só podem ser chamados de Champagne se forem produzidos na própria região de Champagne, na França? É mais ou menos isso.
Só recebe o nome (super protegido), de roquefort o queijo produzido com o leite das ovelhas de determinada região da França, e maturado nas cavernas de Roquefort, segundo o maravilhoso blog O Que do Queijo.

santomenu-queijoazulroquefort2
O Gorgonzola, por sua vez, apesar de ser originalmente da região dos arredores de Milão, na Itália, hoje em dia algumas outras localidades possuem regulamentação para a sua produção, o que não é o caso do Brasil.
Dessa forma, não existe Roquefort e nem Gorgonzola produzidos aqui. Os que encontramos à venda no Brasil são importados, ou então queijos azuis TIPO Roquefort ou TIPO Gorgonzola, de produção parecida com os originais.

Ingredientes:
Roquefort é produzido com leite cru de OVELHA, e Gorgonzola, leite cru de VACA.

Sabor:
O Roquefort é um dos queijos de sabor mais forte, um pouco mais adocicado que o primo Gorgonzola, mas ambos são salgados e picantes (característica que se intensifica com o tempo de maturação).

Preço e produção:
O Roquefort, por causa da regra de exclusividade territorial e das características da produção (artesanal e com tempo de maturação maior), é um dos queijos mais caros do mundo.
A produção do Gorgonzola, por sua vez, já passou por uma modernização que a tornou mais simples (mais industrial), barateando o seu custo, e hoje é o queijo azul mais produzido no mundo.

santomenu-queijoazulgorgonzola1

No meio das minhas pesquisas pra preparar esse post, descobri o blog O que do Queijo que, além de conter informações muito legais sobre os vários tipos de queijos, dá dicas bacanas de como conservar, servir e harmonizar.
As duas autoras, técnicas em laticínios, recomendam o consumo dos queijos azuis combinados com alimentos adocicados: peras, maçãs, mel, além de aipo, vinho do porto, abóbora. Recomendo a visita a esse blog! Além de tudo isso, lá você encontra muitas receitas bacanas que leva esse tipo de queijo.
E aqui no Santo Menu também temos sugestões de pratos com os famosos “Blue Cheese”. Mas em todas elas, quando postei, não sabia a diferença entre os tipos. Hoje posso dizer que, para qualquer uma, pode usar qualquer queijo azul que vai dar certo! Veja só:

Sopa de Pera com Gorgonzola

santomenu-sopaperagorgonzoal10
Purê de Couve-Flor com Gorgonzola

santo menu purê de couve-flor com gorgonzola
Salada com Pera, Gorgonzola e Nozes

Salada de folhas, pera, gorgonzola e nozes, santo menu
Fontes
:
Leite e Queijos (www.leiteequeijos.com)
O Que do Queijo (www.oquedoqueijo.com)
Petit Gastro (www.petitgastro.com.br)
Wikipedia (pt.wikipedia.org/wiki)

POSTS RELACIONADOS