Arquivo da tag 'livro de culinária'

Dez dicas para os legumes assados ficarem perfeitos

Dia a dia, Legume, Livros de culinária, Receitas, Tudo Mais
21/10/15

Legumes assados é um acompanhamento que não tem muito erro, mas se você seguir essas dez dicas (quase todas aprendi no Cozinha Prática), o sucesso pode ser muito maior:

1) Preaquecer o forno sempre, e assar em temperatura média (tipo 200 graus);

2) Cortar os legumes em pedaços uniformes – não é frescura, só assim todos assam por igual e evita de um pedaço fininho queimar enquanto outro mais grosso fica cru;

santomenu-cenourasassadas2

3) Lambuzar os legumes com azeite (espalhar com as mãos é a melhor pedida);

4) Respeitar o tempo de forno de cada legume. Alguns, como brócolis, assam bem rápido. Outros, tipo abóbora, demoram mais. Se colocar os dois juntos, pode ficar um cru e o outro queimado;

5) Temperos dão um toque a mais: algumas ervas frescas podem ser misturadas junto com os legumes pois adoram forno (alecrim, tomilho, sálvia), mas cuidado que algumas outras queimam fácil e não ficam tão boas quando assadas. Ouse nos condimentos (pimenta-do-reino, canela, cominho, páprica).

Sálvia é super pouco usada por aqui, mas fica uma delícia com abóbora, por exemplo. Tem que bezuntar bem no azeite para não queimar no forno:

santomenu-aboborajaponesa1
Batatas combinam muito bem com alecrim:

santo menu batata com alecrim

6) Alho: distribuir pela assadeira alguns dentes, com casca mesmo. Depois você tira a casca e come, ficam deliciosos, derretem na boca;

7) Essa regra é fundamental: nunca amonte os legumes. Disponha na assadeira de forma que não encostem um no outro. Um espacinho entre eles garante que o ar circule e assem por igual, ficando crocantes;

8) Na metade do tempo, dê uma mexida e vire os legumes com uma pinça;

Abóbora bezuntada no azeite e cominho, alecrim por cima (se fosse hoje, eu teria dividido essa quantidade em duas assadeiras, para garantir o segredo número 7 acima):
santomenu-aboborajaponesa4

9) Alguns legumes, como as batatas, podem ser levemente cozidas antes de ir para o forno. Aí é bom secar bem com um papel toalha antes de lambuzar no azeite. Veja essa receita de batatas com alecrim.

10) A melhor assadeira para assar legumes (que no Rio chamam de tabuleiro, mas ainda não acostumei) é antiaderente e mais rasa, para o ar circular melhor entre cada pedaço, como essas, que usei nessa receita de cenouras assadas:

santomenu-cenourasassadas3
Todos as receitas que já fiz foram antes de conhecer esses segredos. Tenho certeza que a partir de agora meus legumes assados vão ficar bem melhores!

POSTS RELACIONADOS


Mais sobre o livro “Na Cozinha com Carolina”

Livros de culinária
27/08/15

Comecei o nosso livro do mês de agosto, Na Cozinha com Carolina (da Carolina Ferraz, Companhia Ed. Nacional), bem desconfiada. mas fui surpreendida e tive que dar o braço a torcer: o livro é bom.

As receitas são fáceis, simples e, ao mesmo tempo, requintadas. Entre saladas, peixes, massas, carnes, Carolina ensina a preparar drinks que mostram que ela é mesmo fera na arte de receber.

O livro é bem dividido, além dos capítulos específicos de cada tipo de receita, tem também os capitulos “da mamãe”, “da itália”, “dos amigos” e muitas dicas (veja algumas delas no post de ontem).

Mas não espere encontrar técnicas profissionais, a própria autora afirma que seus dotes culinários são limitados (ao mesmo tempo que se considera uma Dona Benta pop… sei não). O que você pode esperar são muitas passagens da vida pessoal da Carolina, com histórias de viagens e de sua relação com cada prato ou ingrediente.

Deixando de lado uma certa afetação do texto – não sei se por causa de alguns comentários tipo “me desculpem muito, mas, além de nada prático, acho muito cafona servir manteiga congelada”, ou talvez pelo excesso de diminutivo e adjetivos (tudo é “muito saboroso”, “delicioso”, “gostoso”, “receita simplíssima”, “frango quentinho”, “ervilhas incrivelmente fresquinhas”, e por ai vai), gosto bastante do toque pessoal que torna o livro mais do que só um livro de receitas.

Faltam fotos dos pratos, mas não faltam da autora, recheando o livro com seu charme.

santomenu-nacozinhacomcarolina3
Fotógrafo de gastronomia cobra caro mesmo, mas nos tempos de hoje estamos mais do que nunca ligados a imagens e faz falta ver a cara do prato a ser preparado.

santomenu-nacozinhacomcarolina1
Mas mesmo faltando fotos de comida (e mesmo com a afetação do texto…), repito que o livro é bom.
As receitas são boas e eu indicaria para quem, além de gostar de sentir o envolvimento pessoal da autora com os alimentos, já tem um pouco de experiência e quer novas ideias para variar seus menus.

POSTS RELACIONADOS


Na Cozinha com Carolina – livro do mês.

Livros de culinária
12/08/15

No fechamento do livro do mês passado, o Panelinha, da Rita Lobo, adiantei que o próximo tinha como autora uma outra beldade linda de fazer inveja, né?

Acertou quem lembrou da Carolina Ferraz. Como se não bastasse ser atriz, modelo, bailarina e apresentadora de sucesso, já há um tempo vem revelando uma certa habilidade com as panelas no programa de culinária “Receitas da Carolina”, que apresenta no canal GNT, às quartas-feiras, 20:30.

E não sei quem veio primeiro, se foi o programa (que já assisti e não achei nada demais) ou o nosso eleito livro de agosto “Na Cozinha da Carolina”, lançado em 2013 pela Companhia Editora Nacional. Só sei que estou bem curiosa e, confesso, com um pé atrás…

Então, durante esse mês, vamos descobrir se as receitas dela são boas mesmo! Acompanhe o Santo Menu e confira várias receitas e dicas do “Na Cozinha com Carolina”. E, no final de agosto, conto tudo pra vocês, certo?

POSTS RELACIONADOS