Arquivo da tag 'livro de receitas'

Linguado com molho de butiá do Tempero de Família

Livros de culinária
24/09/15

Não gostei dessa receita (do livro do mês Tempero de Família).
Fiquei em dúvida mas preferi postar assim mesmo, justamente para ser fiel à proposta da TAG do livro do mês, que é mostrar as minhas impressões sobre o livro eleito.
Deu pra comer, mas todo mundo achou esquisito e a crosta de pão não ficou crocante como eu imaginava.
Pensei que tivesse errado alguma coisa, mas lendo e relendo a receita, vi que segui exatamente. Depois assisti ao vídeo do Rodrigo Hilbert preparando o tal peixe e vi que é assim mesmo.

Originalmente, o molho é de butiá, mas como é difícil encontrar por aqui e o livro diz que pode substituir por uva, resolvi aderir a essa segunda opção. Estou postando em um formato diferente do que costumo porque, como não gostei dessa receita, não vou catalogar aqui como se recomendasse, certo?

Os ingredientes para o peixe:

  • 4 filés de linguado
  • azeite
  • 5 fatias de pão de fôrma
  • 100 g de manteiga
  • 20 g de amendoim sem casca e torrado
  • 3 dentes de alho picados
  • sal
  • pimenta-do-reino

A receita não especifica, então resolvi usar o pão integral que tinha aqui em casa.

Ingredientes para o molho:

  • 100 g de butiá (usei uva verde sem caroço)
  • 1 xícara (chá) de água
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de azeite
  • sal

santomenu-peixemolhouva1
Modo de fazer o peixe:
1. Tempere os filés com sal, pimenta-do-reino, azeite e alho e deixe descansar.

santomenu-peixemolhouva3
2. Tire a casca do pão e corte-o em pedaços. Coloque no liquidificador com a manteiga e triture bem.

santomenu-peixemolhouva4
3. O liquidificador não tritura o pão. A manteiga não mistura então acabei colocando no microondas pra dar uma derretida. Não consegui fazer a massa igual à do filme e acho que faltou explicação no livro.

santomenu-peixemolhouva5
4. Voltando à receita: transfira para uma tigela, acrescente o amendoim levemente triturado e faça uma massa com as mãos.

santomenu-peixemolhouva7
5. Modele a massa em forma de folhas e reserve. “Em forma de folhas”? Entendi que é pra abrir a massa, tipo umas placas, e depois vi no vídeo que é isso mesmo. Achei a explicação do livro ruim.

santomenu-peixemolhouva8
6. Coloque os filés em uma fôrma e vá acrescentando as folhas de massa por cima, até preencher todos os espaços vazios. Não consegui preencher os espaços vazios, mas OK.

santomenu-peixemolhouva9
7. Leve ao forno por 20 a 30 minutos.

santomenu-peixecommolhodeuva12
O peixe ficou seco e a crosta, molenga.
Nada a ver com essa cara de crocante do livro, né?:

santomenu-peixemolhouva2
Mas o curioso é que a foto seguinte, QUE TIREI DO SITE DO PROGRAMA, é bem diferente e mais parecida com a minha. Ou seja, a foto do livro não corresponde à realidade, né?

linguado em crosta de pão molho butiá
8. E para fazer o molho, Rodrigo pede para espremer o butiá para tirar a semente, depois bater no liquidificador com os outros ingredientes. Como usei uva (e sem caroço), bati inteiras, com casca e tudo.

santomenu-peixecommolhodeuva10
Achei o molho aguado, mas teve gente que gostou.

santomenu-peixecommolhodeuva13
santomenu-peixecommolhodeuva14
Enfim, achei esquisito e não agradou à turma aqui de casa também. E você, o que acha?

POSTS RELACIONADOS


Livro do mês – Tempero de Família

Livros de culinária
07/09/15

Depois de passarem por aqui as duas beldades Rita Lobo (com o Panelinha) e Carolina Ferraz (e o Na Cozinha com Carolina), em setembro o time masculino vem agitar o Santo Menu. Tempero de Família, do bonitão Rodrigo Hilbert, é nosso eleito da vez.

O livro, da Editora Globo, surgiu com o sucesso do programa que leva o mesmo nome e promete receitas caseiras e bem família.

Vamos conferir? Logo mais subo a primeira receita de uma série e, no fim do mês, um post completo contando tudo sobre ele!

* Pra quem está chegando agora: todo mês escolho um livro para compartilhar dicas e receitas por aqui. No fim, coloco um post falando sobre o escolhido.

Já passaram por aqui:

Dona Benta – Comer Bem
Pitadas da Rita, da Rita Lobo
30 minutos e pronto, do Jamie Oliver
Bela Cozinha, da Bela Gil
Quando Katie Cozinha, da Katie Quinn Davies
Panelinha, também da Rita Lobo
Na Cozinha com Carolina, da Carolina Ferraz
Gula Gula
Os Sucos da Mari, da Mariana Ferrão

POSTS RELACIONADOS


Mais sobre o livro “Na Cozinha com Carolina”

Livros de culinária
27/08/15

Comecei o nosso livro do mês de agosto, Na Cozinha com Carolina (da Carolina Ferraz, Companhia Ed. Nacional), bem desconfiada. mas fui surpreendida e tive que dar o braço a torcer: o livro é bom.

As receitas são fáceis, simples e, ao mesmo tempo, requintadas. Entre saladas, peixes, massas, carnes, Carolina ensina a preparar drinks que mostram que ela é mesmo fera na arte de receber.

O livro é bem dividido, além dos capítulos específicos de cada tipo de receita, tem também os capitulos “da mamãe”, “da itália”, “dos amigos” e muitas dicas (veja algumas delas no post de ontem).

Mas não espere encontrar técnicas profissionais, a própria autora afirma que seus dotes culinários são limitados (ao mesmo tempo que se considera uma Dona Benta pop… sei não). O que você pode esperar são muitas passagens da vida pessoal da Carolina, com histórias de viagens e de sua relação com cada prato ou ingrediente.

Deixando de lado uma certa afetação do texto – não sei se por causa de alguns comentários tipo “me desculpem muito, mas, além de nada prático, acho muito cafona servir manteiga congelada”, ou talvez pelo excesso de diminutivo e adjetivos (tudo é “muito saboroso”, “delicioso”, “gostoso”, “receita simplíssima”, “frango quentinho”, “ervilhas incrivelmente fresquinhas”, e por ai vai), gosto bastante do toque pessoal que torna o livro mais do que só um livro de receitas.

Faltam fotos dos pratos, mas não faltam da autora, recheando o livro com seu charme.

santomenu-nacozinhacomcarolina3
Fotógrafo de gastronomia cobra caro mesmo, mas nos tempos de hoje estamos mais do que nunca ligados a imagens e faz falta ver a cara do prato a ser preparado.

santomenu-nacozinhacomcarolina1
Mas mesmo faltando fotos de comida (e mesmo com a afetação do texto…), repito que o livro é bom.
As receitas são boas e eu indicaria para quem, além de gostar de sentir o envolvimento pessoal da autora com os alimentos, já tem um pouco de experiência e quer novas ideias para variar seus menus.

POSTS RELACIONADOS